sexta-feira, 24 de março de 2017

Nem sempre o mundo entende as tuas dores


Na maioria das vezes as coisas são tão nossas que nem adianta tentar dividir.
Tu pode tentar da melhor maneira possível, escolher as palavras, detalhar cada coisinha.. mas o que esta se passando dentro da gente - as vezes - as palavras não explicam.
Eu tenho passado por isso estes últimos dias.
Algo se perdeu, se desalinhou.
Perdi a fome e junto com ela alguns quilos.
Perdi o auto controle e junto com ele me vieram rios de lágrimas. Sem fim, descompassadas, inexplicáveis.
Estabilidade emocional zero.
Passei a me sentir no limbo, como quando eu era criança e ficava sentada na esquina esperando por alguém que não sabia que eu estava la, alguém que sequer lembrava que marcou de me buscar.
Dai eu ficava ali, por medo de sair e ele chegar - e não me encontrar mais. Ficava pedindo pro tempo passar depressa e ele ter um ótimo motivo pelo atraso. O que nunca acontecia.
E quando ele chegava, me levava no meu lugar favorito. Me dava fritas e sorria como se nada tivesse acontecido. E outra vez eu guardava a angustia em mim, muda.

Talvez tu não perceba mas estou revivendo isso. De outras formas a mesma sensação.
Esse teu silencio, esse abismo que se fez, a sensação de te incomodar sempre que te procuro, a falta que me faz a certeza de que tu vai chegar.
Faz sentido isso?
Provavelmente não.
Afinal, nem sempre o mundo entende.





quarta-feira, 22 de março de 2017

A gente ta surtando, né?!

Medo absurdo de tudo.
Pânico que nos invade e bloqueia o pensamento.
Embrulho no estômago.
Mãos que gelam e calor que sobe fazendo suar frio.
Pavor. Agonia. Vontade de sair correndo sem saber pra onde.
Choro compulsório.
A gente ta em crise. E agora?
Tem alguma coisa errada e não estamos sabendo lidar.
Impotência. Fragilidade. Solidão. Medo.

- Não me deixa sozinha, por favor?!



terça-feira, 14 de março de 2017

Sinto falta de tudo..

Do beijo apaixonado - que nunca me destes  - cheio de saudade ao me encontrar no portão.

De receber flores em um dia qualquer - roubadas do quintal do vizinho.
De ficar horas e horas e horas de conversa fiada e riso fácil, e de assistir qualquer coisa que estivesse passando porque o que importava mesmo não era o filme, era a companhia. E porque eu sabia que no meio do filme iria te pegar me olhando e me alisando e eu me sentiria linda e desejada e o filme, bom.. o filme realmente não importaria mais..

Saudade dessa relação idealizada.
Desse potencial desperdiçado com irritações bobas.

Até quando eu consigo viver sentindo falta do que me faz bem?





quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

Foram dias bons, sabe?
Parecia que finalmente a vida estava entrando nos eixos.
Organizamos as coisas, aprendemos a respeitar as nossas diferenças, nosso tempo..
Conhecemos as famílias, os amigos.. criamos uma rotina, planejamos coisas e.. e surge SP.
Parece que é uma puta oportunidade tu ficar lá por uns tempos..

Tu não me fala nada. Eu morro de aflição.
Tu me conta as coisas, eu morro mais um pouco.
Me dói o estomago, minha fome já era. Meu bom humor já era.
Eu quero ficar feliz por ti, quero fazer parte do teu momento, quero te ajudar, mas não consigo. Eu sofro.
E ao primeiro sinal de sofrimento eu fico com raiva e como um bebê que não tem como falar o que sente te trato mal.
Fico te ignorando e te agredindo pra que tu tenhas uma reação e percebas que eu não estou bem e depois disso que tu me abrace, me envolva e me garanta que vai dar tudo certo, que vamos sobreviver a mais essa etapa e que mesmo que eu não acredite, tu acredita por nós.
Mas tu te fecha. Ok. Fim de papo. Prefere fingir que esta tudo bem.

Não sou uma pessoa positiva.
A vida toda tive provas que o tal amor "é uma cilada Bino" e cedo ou tarde acaba. Ainda assim eu acredito no amor. Choro com romances idiotas e espero ter uma família linda - e cheia de problemas.

Me chame de infantil, de maluca, de egoísta. Não importa.
Nesse momento não estou sabendo lidar com nada disso.

"Como saber quanto é demais??
Cedo demais. Informação demais. 
Diversão demais. Amor demais ou demais para se pedir de alguém?"

quinta-feira, 20 de outubro de 2016

Terça, quarta..

São tantos os desencontros nos horários,
agendas que não fecham, sonos que não coincidem..
Que a cada dia cresce mais a lista de coisas que gostaria de dividir contigo, tão pontuais, tão minhas e que se perdem nas horas em que não estas..
E divido com outras pessoas.. casos, contos, vida, piadas e sonhos.
Quinta.
Me sinto tão distante de ti, tão longe, tão sozinha..
Sexta-feira.
Ela chega carregada de ansiedade, linda e perfumada - aroma de frutos do mar e gordura de cozinha - e meu coração fica tranquilo. Não tem mais duvidas, não tem mais medos. Só tem amor.

Domingo te sufoco, uso cada minuto do teu dia, cada segundo do teu tempo livre.

Segunda, tu acorda cedo só pra me levar no trabalho..
As vezes me sinto culpada, as vezes acho que é o minimo que podes fazer.
Segundos que te culpo por não estar presente.
Depois me encho de gratidão e amor. É um gesto de carinho tão lindo pra alguém que detesta acordar cedo.

E tudo começa outra vez..

PS - Quem foi que teve a ideia de namorar cozinheiro?

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

É que a gente se acovarda.
A gente vai engolindo palavras todos os dias.

Se eu falar tudo?
Se te doer muito?
Se te magoar sem volta?

.. e se eu me arrepender?

Não sei se suporto te fazer sofrer como tu me fez..
Talvez amar seja isso mesmo, não ser capaz de ferir quem não pensou duas vezes em te machucar.

Mas, mas..
e se eu sufocar de tanta palavra engasgada?!

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Três da manhã, turbilhão de pensamentos..

Saiu a sentença.
Não foi agora, faz tempo.
A sentença saiu no dia em que decidiste seguir em frente nessa palhaçada toda.
Não foi o dinheiro, nunca foi.
Tu sabes, né?
Sou movida a emoção, não a dinheiro.

Três da manhã..
Será que tu dorme bem a noite?
Será que valeu a pena?

Aqui vai o meu mais sincero desejo:
Que essa vitória te faça feliz.
Que te permita dormir tranquila.
E toda vez que a solidão bater, quando te fizer falta o meu abraço - sei que vai fazer - ou o carinho que era destinado a ti.. sempre que o teu coração apertar.. que esse dinheiro seja capaz de aliviar tuas dores. Que ele comemore contigo todos os natais, te traga netos lindos e alegrias sem fim.

Pensando bem, foi melhor mesmo ele ter ficado contigo, em minhas mãos ele não seria portador de tantos sorrisos.

=/